Untitled Document

10/07/2018 - 06h27
60% dos professores sofre de exaustão emocional

Mais de 60% dos professores portugueses sofrem de exaustão emocional, provocada por causas como a excessiva burocracia e a indisciplina dos alunos, revela um estudo nacional com base em mais de 15 mil respostas de docentes.

Este é um dos resultados do estudo levado a cabo por uma equipa liderada pela investigadora Raquel Varela, da Universidade Nova, a pedido da Federação Nacional de Professores (Fenprof), com o objetivo de ter dados nacionais sobre o desgaste da profissão docente.
Os professores em ‘burnout’ têm a sensação de não conseguirem acompanhar os alunos individualmente nem as múltiplas tarefas burocráticas que lhes são exigidas na escola, contou.
“Particularmente todos os professores estão cansados. Há mais professores cansados do que professores em ‘burnout’, devido à extensão do horário de trabalho e a intensificação das tarefas dentro do horário de trabalho”, sublinhou realçou em declarações à Castrense o sindicalista Manuel Nobre

10/07/2018 - 06h27


Som:

 
 
Mais Notícias

Mértola reflecte sobre Candidatura a Património da Humanidade
(06/12/2018 - 08h30)
Filipe Mestre faleceu ontem aos 62 anos de idade
(06/12/2018 - 08h28)
Núcleo de Voluntariado de Mértola celebra Dia Internacional do Voluntariado
(05/12/2018 - 08h14)
Assembleia Municipal de Castro analisa auditoria externa
(05/12/2018 - 08h13)
Banco Alimentar Contra a Fome Delegação de Beja recolheu 24 toneladas de alimentos
(04/12/2018 - 08h27)

anterior - seguinte